terça-feira, 12 de agosto de 2008

Paludário sextavado em dois níveis

Olá Pessoal
Este é um aqua que estava jogado no meio de umas tranqueiras aquí em casa, pois apresentava vazamento (pequeno trinco) da metade para cima . Assim sendo, resolví fazer o meu primeiro paludário, uma vez que não precisaria enche-lo muito . Pensei em algo com dois andares, utilizando-me do recurso de uma placa de vidro colocada longitudinalmente com aplicação de cascas de árvore . A bomba ficou enterrada por debaixo do substrato do plano superior , devidamente protegida dentro de uma saboneteira, captando água a nível do chão e jogando-a para uma mangueira furada situada próxima a lâmpada, que provoca um efeito de cascata sobre os troncos . O detalhe é que este fluxo de água acaba utilizando o próprio substrato como filtro natural, uma vez que a água é captada debaixo da terra e atua como uma espécie de lençol freático para as plantas que se encontram emersas no nível superior .
Reparem que o paludário apresenta dois níveis, sendo um submerso e outro emerso dividido pelo paredão de cascas de árvore .
Set Up :
Equipamentos : Bomba Via Aqua 280 l/h - VA80 (enterrada na parte superior)
Substrato: (restos de areia e material organico captado em sifonagens) + areia de piscina . Lampada: PL de rosca 11 watts - daylight
Flora: Miriophilum, Bambu da Sorte (Dracaena sanderiana Linnaeus ) mini samambaia Lilaeopsis brasiliensis, Eleocharis Vivipara Eleocharis minima, Heteranthera zoosterifolia, mini papiro, Musgo de java, Sagitaria Subulata, etc
Fauna: 02 filhotes de guppy

Neste detalhe podemos ver que cai água da parte de cima do aqua que acaba sendo sugada pela terra do plano superior . Infelizmente não conseguí fotografar a cascata de forma mais detalhada porque a luz do sol impedia. Para fazer a cascata, antes de colocar o substrato eu coloquei uma caixinha plástica (saboneteira) com furos pequenos envolvida por uma tela de nylon bem fina . Dentro desta "caixinha" que ficou de boca para baixo no fundo do aqua eu coloquei uma bomba submersa da qual sai uma mangueira . Depois disso, com a bomba já isolada, sem o perigo de sugar partículas, eu coloquei o substrato por cima desta caixinha (que envolve a bomba) e fiz a magueirinha subir (atravessando o substrato) até o topo do aquario . Fiz vários furos na mangueirinha (na parte em que ela fica no topo do aquário) - tipo uma saída de canister e isto criou o efeito de cascata . Além disso, quando a bomba puxa a água ela acaba atravessando o substrato que atua como o filtro (tipo um filtro biológico de fundo), conforme já citado .
Aquí dá para ver com clareza a placa de vidro que divide os planos internos onde eu colei com durepox algumas cascas de árvore . Gostaria de mencionar que o desenvolvimento das plantas nesse ambiente de estufa propiciado pelo paludário é realmente fantástico, pois elas encontram nutrientes em abundância, tanto no substrato quanto nas absorção de co2 pelas folhas (fora da água) . O efeito final é bastante interessante.

Espero que tenham gostado.


2 comentários:

Anônimo disse...

caro sr. josé lescano o blog esta muito bom ,só queria fazer uma retificação sobre os telefones de contato dos criadores e endereço ,no meu casso nuca fui a esta feira e não sei o periodo ,sou novo logista aque em salvador -bahia ,meu nome é valnei siva ,tel 71-32384647,muito grato,
parabens pelo site.

Diego Henrique disse...

Olá!
Você está de parabens pelo blog, mas eu não consigo abrir as fotos do seu paludário!
Estou planejando montar um, e tenho feito uma boa pesquisa para me inteirar sobre o assunto. Encontrei muito material bom em sites americanos, mas o acesso deles a produtos e materiais é bem diferente do nosso.
Por favor, resolva o problema das fotos!
Obrigado!